• Nova Contabilidade
    PROCURANDO UMA NOVA
    CONTABILIDADE ?
    Nossos serviços são voltados para a necessidade de sua empresa.
  • Um Escritório de Contabilidade
    Profissionais altamente capacitados e tecnologia atualizada
  • Seu Negócio Próprio
    Realizamos o seu sonho de
    Abertura de forma simples e rápida.
  • Saia da crise e aumente seu fluxo de caixa. Estratégias tributárias para a redução de impostos.
    Saia da crise e aumente seu
    Estratégias tributárias para a redução de impostos.
  • Confiança e credibilidade. Há 18 anos somando ao lado de nossos clientes.
    Desde 2010 somando ao lado de nossos clientes

Entenda de uma vez o período de aviso prévio

É importante lembrar que o aviso prévio é um direito garantido para ambos os lados (empregado e empregador), prevendo consequências no caso de descumprimento

Antes de mais nada, é importante lembrar que o aviso prévio é um direito garantido para ambos os lados (empregado e empregador), prevendo consequências no caso de descumprimento. Nesta publicação, vou explicar os principais tópicos acerca deste tema:

  • Aviso prévio no período de experiência: Não existe aviso prévio durante a vigência do contrato de experiência;
  • Aviso prévio em demissões por justa causa: Não existe aviso prévio em casos de demissão por justa causa;
  • Calculando o período de aviso prévio: Bem simples! No primeiro ano trabalhado, o aviso prévio será de 30 dias (30 dias é o mínimo)... e para cada ano a mais trabalhado na empresa acrescenta-se 3 dias. Exemplo: 2 anos trabalhados - 33 dias... 3 anos trabalhados - 36 dias. Esta contagem é interrompida quando o aviso prévio chega à um total de 90 dias (90 dias é o período máximo de aviso prévio);
  • Empresa demite e quer que funcionário cumpra o período: Nesse caso, o funcionário tem o direito a escolher entre duas opções: trabalhar duas horas a menos por dia ou deixar de trabalhar sete dias no final do prazo;
  • Empresa demite e NÃO quer que funcionário cumpra o período:Nesse caso, o funcionário receberá o salário correspondente à todo período de aviso prévio, mesmo sem trabalhar;
  • Funcionário pede demissão e NÃO quer cumprir o período: Nesse caso, a empresa pode cobrar uma 'multa' correspondente ao período de aviso prévio, que será descontado do pagamento da rescisão. Lembrando que não há 'rescisão negativa'... o máximo que pode acontecer é a rescisão ser zerada por conta da multa.

Obs:. Já vi muitos casos em que a empresa solicita que o funcionário cumpra o período de aviso prévio em casa. Esta situação não existe por lei... trata-se de um acordo informal entre as partes.

Links Úteis